0

Como NÃO devemos buscar a DEUS


Como NÃO devemos buscar a DEUS

Isso pode parecer óbvio, mas, então, porque vivemos esbarrando com essas situações? Listei algumas, mas é óbvio que existem mais. Talvez estes sejam os erros mais comuns que podemos verificar em nossa própria jornada.

- Apressadamente: muito comum; a maioria de nós conhece a Verdade depois de uma vida toda desregrada e devastada pelo pecado, no qual andávamos segundo o "curso deste mundo", "segundo o príncipe das potestades do ar" e "fazendo a vontade da carne e dos pensamentos" (Efésios 2.2), e quando chegamos a Verdade, queremos tudo e queremos já, pra ontem; Queremos tudo de DEUS de uma só vez pra compensar os anos perdidos; Queremos cura, milagres, poder espiritual, e tudo num passe de mágica; Creio que nessa fase Aba Pai deve dizer "Ei, filhinho, calma, está indo depressa demais...Desse jeito vai se queimar"; E isso realmente acontece porque geramente achamos que é só decorarmos alguns versinhos biblicos para sermos evangelistas ou a "fórmula correta" para orar repreendendo todo mal e curando todo mundo; Precisamos ser freados em nosso entusiasmo e dosar a quantidade de sal para não nos tornarmos imprestáveis na tarefa de temperar o mundo com o sabor desejado pelo Pai; Vi muitas pessoas se tornarem desequilibradas nessa fase, tornando-se fanáticos e intolerantes aos olhos de todos por causa da pouca Sabedoria e muita crentice; Algum filósofo cristão disse em algum lugar um dia que "os moinhos de DEUS moem vagarosamente", assim sempre foi e sempre será; Em nossa pressa por resultados, lemos toda Bíblia. que foi escrita num período de mais de mil anos, em planos de seis meses ou um ano, e isto para acelerar o "crescimento espiritual", e esquecemos que Noé, Abraão, Moisés, Davi,  entre outros caras que hoje são  nossos "heróis na fé", não tinham acesso a toda Escritura e viveram por uma fé viva, ou seja, sem provas adicionais e recebendo direcionamento e revelação somente em momentos capitais; e todos, sem exceção (incluindo o próprio SENHOR em sua vida terrestre!!!) tiveram que esperar por décadas o cumprimento das promessas de DEUS sobre suas vidas ; DEUS é um processo e vida espiritual genuína é o fruto desse processo; Ele sabe dosar esse processo na vida de cada um, como a dose certa de um remédio, para que os resultados sejam os quais Ele determinou; Podemos queimar etapas e até mesmo engessar o processo, mas aí estaremos andando por nossa conta e risco, geralmente apresentando algo desvinculado do plano original, algum esboço mal traçado sobre algo que ouviu falar, até funcional, mas sem vida e sem cor, algo estéril, apreendido por uma mente prática; Mas, como fica óbvio para os que aprendem a perserverança dos santos, não se trata de alcança-Lo ou apreende-Lo pelo esforço físico ou intelectual mas deixar-se alcançar por Ele, pouco a pouco; Como diz Paulo "Se alguém acha que sabe algo, ainda não sabe como deveria saber" (I Cor. 8.2);

- Hipocritamente: Não parece óbvio que isso não funciona? Então porque vemos tanta gente buscando obter algum lucro ou vantagem indevida usando o nome da fé? Creio que não atinamos ainda para o incrível poder camaleônico do impostor que reside em nós para enganar nosso coração inclinado continuamente ao mal;Tirando a porcentagem dos casos que se assemelham ao dos filhos de Eli, tachados de "filhos de Belial" por sua total depravação espiritual, vemos que a hipocrisia é um mal tão disseminado e difícil de extirpar do meio por causa da sua incrível capacidade camaleônica de se camuflar e se desenvolver sorrateiramente dentro de alguém que originalmente tinha o desejo sincero de acertar; Os fariseus, como Nicodemos, eram dessa classe, pois eram zelosos da Lei de Moisés, mas a usavam para justificar-se perante os outros;  São os orgulhosos espiritualmente, aqueles para quem é sempre melhor sacrificar ritualisticamente  do que exercer misericórdia e compaixão; Tenho visto hoje em dia até mesmo crentes que se julgam livres da religião dos crentes e que dão graças a DEUS por não serem "religiosos" como os outros crentes (!!!); Hah, essa tal hipocrisia é mesmo difícil; Dizem que existia um homem verdadeiramente humilde numa cidade, mas acontece que ele veio a perder seu galardão quando aceitou usar uma medalha que lhe mandaram pelo correio a qual dizia "Para o mais humilde de todos"; Ah, sim, o remetente indetermindado foi um tal de satanás; Não importa quanto tempo temos no Caminho, nem se estamos ou não a frente de um grupo, qual nossa posição ou função no Corpo, nunca podemos jusitificar nossa atitude diante de DEUS com desculpas; O que abriu a porta do Perdão e o Amor de DEUS foi somente uma coisa: o ARREPENDIMENTO que vem do conhecimento da Verdade, sobre DEUS e sobre nós; Esse arrependimento não pode nunca sair de nossas vidas; Temos que prosseguir EM ARREPENDIMENTO, caso contrário daremos lugar para que várias formas de hipocrisia procriem suas crias nojentas dentro de nós;

- Aborrecidamente: muito fácil de acontecer quando estamos nos empenhando muito para obter uma "vitória"   e achamos que já fizemos tudo que devíamos e a  tal "vitória" não vem; "Pô, DEUS!!! Eu já tô fazendo a minha parte aqui, agora vê se faz a sua, né?"; Já falei com pessoas que pareciam extremamenteconvencidas de que DEUS lhes devia algo e não estavam dispostas a discutir o assunto e tentar entender que se não foram atendidas é porque DEUS, que é AMOR, tinha um plano melhor; Na raiz dessa atitude está o velho conhecido do homem chamado orgulho e a vontade imensa de ser dono do próprio nariz e mandar em seu destino; Da mesma forma, vi de perto pessoas que tem uma atitude aborrecida para com DEUS como aquela descrita por Paulo em Romanos 9, 14 ao 19, como se Ele nos pedisse coisas "desagradáveis" só para se sentir superior em seu "ego" divino, um "Zeus" e não o Aba do SENHOR; Parece incrível que pessoas que se consideram "cristãs" possas conviver com essa imagem tão distante do Pai amoroso descrito pelo SENHOR, mas é verdade, isso ocorre e muito, e o erro cometido aqui é simplesmente uma falha em conceber racionalmente um AMOR como nunca conhecemos entre a nossa espécie, que seja ao mesmo tempo incondicional e fiel como de um cão (Desculpe se a imagem evocada desagrada, sendo sem dúvida infinitamente aquém do modelo original, mas é só uma analogia sobre o amor incondicional do au-au) e intransigente em seu zelo por não negociar seu objetivo: FAZER-NOS IGUAIS AO SEU FILHO; Nenhum outro objetivo poder provar maior amor e nenhuma outra meta poder ser mais exigente;

- Distraidamente: manter o foco é uma virtude e tanto quando o alvo que se tem a atingir consituti um desafio para nosso intelecto e razões; "Pensar nas coisas que são de cima", como nos aconselha Paulo, torna-se uma batalha diária quando nossos sentidos são solapados diariamente com as agruras da vida  e imposições bem mundanas do cotidiano; Ainda mais se formos guerreiros indolentes e negligentes,  que baixam a guarda achando que ainda há algo de interessante "lá fora" para nós, coisas atraentes como o mesa de banquete de Nabucodonozor; A advertência de Paulo aos gálatas serve muito bem aqui: "Ó insensatos "evangélidos"! ...Sois vós tão insensatos que tendo começado pelo espírito acabeis agora pela carne?"; O povo que se chama hoje por "povo de DEUS" se fez negligente para com aquilo que deveria ser seu mais alto ideal: seu sacerdócio diante do SENHOR e andam de braços dados com o sistema do mundo na tentativa de serem relevantes e conseguiram: o "gospel" está em todas as vitrines; Esta não é outra senão a teologia do domínio, aquela que saiu da mente do nefasto personagem Cérebro do desenho animado; No desenho, uma co-produção de Steven Spielberg, Pinky sempre pergunta: "Cérebro, o que faremos amanhã a noite?" e Cérebro responde: "A mesma coisa que fazemos todas as noites, Pinky... Tentar conquistar o mundo!"; Essa é a tônica da igreja atual e dos lideres do rebanho de DEUS, que acabam achando, afinal, que são os donos das ovelhas, agindo como usurpadores e não como cooperadores do dono do aprisco; Esquecem-se do alvo inicial do seu chamado e passam a ver como mais importante a "obra" e viram amantes dos resultados e dos métodos de crescimento, ufanando-se do seu sucesso como bons administradores; Fico me perguntando como o SENHOR não teve a mesma idéia até hoje e não usou Daniel e seus três amigos para conquistar a Babilonia e converte-la inteiramente ao invés de fazer os judeus voltarem para Jerusalém que estava destruída; "Poxa, a Babilônia tava prontinha, era só dar uma arrumadinha, mudar os nomes das pessoas, esconder aqueles idolos horríveis e abrir templos por todo lado" diriam os Jabes de Alencar da época; A mente de DEUS é uma incógnita para a mente prática do homem moderno Mas Paulo adverte em II Tim. 3;5 que podemos ter aparência de piedade mas negar sua eficácia por causa das atitudes e prioridades em nossa agenda; Ou seja, podemos aparecer para o mundo inteiro e declarar que somos o povo Dele, que cantamos em honra a Ele e que temos nosso templos lotados e somos o guardiões da Sua Palavra no mundo e...não impactar ninguém porque a Presença Dele sempre está condicionada á obediência aquilo que Ele mesmo determina como sua vontade, não a nossa; Temos esquecido quão "Grande é o mistério da Piedade" (I Tim. 3,16)e que cristianismo oco é uma sopa insossa impossível de engolir; A realidade espiritual ao nosso redor é de oposição aos propósitos do Eterno e qual a melhor arma para que você não acredite que há uma guerra sendo travada? Ora, convencendo você de que não há guerra nenhuma a ser travada!; O resultado disso é que sua vida espiritual se torna um verdadeiro marasmo e o sentido da busca pelo galardão (leia Genesis 15,1) se perdeu em meio às distrações de um povo abençoado mas alheio à Presença e aos propósitos do seu Criador e Redentor;

- Levianamente : Muito comum naqueles que já tem um tempo de caminhada e já se acham "garantidos" no céu por serem "velhos de casa" e  que acham que Graça é algo que podem acumular por "fazerem coisas para Deus" na "obra", ocupando qualquer cargo ou função dentro de uma "demonização", digo, denominação...São aqueles que já chegaram "lá" e só precisam de uma "manutenção geral", aqueles que sabem tudo sobre "ser crente" e sobre como DEUS age e que não suportam o neófito, cheio de dúvidas e fraco ainda na fé; O orgulho do "filho mais velho" emperra o relacionamento com o Pai, como na parábola do filho pródigo, onde o encroado do filho mais velho não pôde entrar num relacionamento de gozo com o Pai, porque não acessou o coração dele que pulsava pelo perdido, por  aquele que estava afastado dos seus caminhos e cuidados; Se não houver em nós um coração fecundo para nos importar com aquilo que importa ao Aba, Ele não poderá compartilhar sua intimidade conosco e não poderá gerar em nós o mesmo sentimento que há nele; Abraão teve que se separar de Ló, mas nunca esqueceu-se dele e quando soube que ele estava em apuros, foi em seu resgate; Mais tarde, intercedeu ousadamente diante do Eterno para que sua vida fosse poupada no incidente de Sodoma e Gomorra; Temos que acessar esse espírito se queremos gozar da alegria que há no coração do Aba pelos perdidos, um verdadeiro espírito de resgate e intercessão como o de Abraão; Geralmente, essas pessoas são muito próximas de nós, como o sobrinho de Abraão ou o irmão mais velho do filho pródigo; Muitas vezes estamos interessados em evangelizar o mundo inteiro e nos esquecemos que há pessoas perecendo debaixo do nosso nariz; Se formos levianos com nossos parentes naturais a respeito da salvação como o Eterno nos confiará as nações? Temos chorado por nossos parentes que estão afastados da Luz do Pai e rumando cada vez mais para a escuridão? Como nos regozijaremos sabendo que pessoas tão próximas a nós não viram em nós a Graça Salvadora do SENHOR JESUS para quebrar todo jugo em suas vidas? Se isso não está acontecendo ainda em nossas vidas, tenho certeza que é porque temos sido levianos diante DELE;

Por hora, acho que é o bastante. Se eu me lembrar de mais alguns exemplos estarei  atualizando o post.

Leia também