0

Retomando - O mistério da Piedade

OLá!!!Bom estar de volta aqui!!!Já faz mais de anos desde o último post e sinceramente, pensei que nunca mais retomaria o blog. Tanta coisa se passou nesse tempo...mas ao dar uma espiada para conferir algumas coisas antigas que escrevi, notei que o blog continuava  a ser visitado e lido. No painel de estatísticas do Google consta 452 visualizações de página mês passado, sendo 29 oriundas dos Estados Unidos (!!!!) e o número dos que declaram "seguir" de alguma forma este blog subiu para mais de 30 pessoas. Já vi até mesmo reproduzirem matérias exclusivas que postei aqui em outros sites, sem nem mesmo citarem a fonte original (que feio,hein!!). Mas tudo bem.

Para mim, isto é algo admirável dado à virulidade dos artigos apresentados, um tanto quanto "fora de mão" do eixo evangélico tradicional, eu diria, e tambem fico feliz porque essas pessoas de alguma forma encontraram uma conexão com meu pensamento. Aquilo que  escrevi, escrevi. Não vou retificar nada. São fruto do meu estado e  da condição de aprendiz do Caminho e não de algum grau de perfeição que tenha chegado. Se passei a sensação de que estava  frustrado e angustiado e até afastado de DEUS, é porque realmente me encontrava neste estado de espírito. A intenção era ser sincero até os ossos e não mascarar sentimentos como é uso corrente entre hipócritas. Era mostrar que a vida espiritual não é um mar de certezas como muitos querem nos fazer enxergar, a despeito de tudo que vai em nosso interior. Vida espiritual é batalha, é vida de trincheira. Estive sozinho na minha por muito tempo, disparando a esmo, talvez até atingindo amigos, porque no meio do combate é difícil saber quem é quem. Mas em meio a tudo isso, eu estava sendo tratado e descobrindo muito mais acerca de mim mesmo e daquilo que se espera de mim. Tive que me perder totalmente, para ser achado novamente pelo AMOR MAIOR. Afinal, não se trata disso, ser achado?

Eu odeio profundamente as certezas religiosas que dizem que tudo depende das coisas certinhas que você tem que fazer para ser uma boa ovelha de fim de semana. Como disse C.S. Lewis sobre Aslam, o leão de Narnia, tipo de Cristo, "...Ele é selvagem, não pode ser domesticado...", DEUS é selvagem. sua Graça indomável e se você  quiser aprender algo de proveitoso e vívido sobre ele para aplicar em sua vida você terá que aprende-lo por si próprio, aventurando-se nas florestas do Jordão, arriscando-se a encontra-lo em lugares inesperados, não aquele naco de verdadezinha mastigada e semidigerida que se come ouvindo dos outros. 



Eu me me afastei voluntariamente do SENHOR. Pra dizer a verdade, eu me rebelei. Para ser bem sincero, eu me prostitui e prostitui a minha fé. Curvei-me  aos baalins e adorei outros deuses, voltei ao próprio vômito, preferi o banquete de Belsazar à mesa do Senhor. Em todo tempo, porém, o Espírito alertava para "permaneça na liberdade com que Cristo vos libertou e não entreis novamente debaixo do jugo de servidão".Como criança que faz pirraça com os pais por não fazer suas vontades na hora em que deseja, eu vendi a piedade, herança do SENHOR, meu direito como filho, por um guisado sujo e mundano. Por quê? Porque o orgulho é o pior dos fermentos. Ele se insinua e se instala insidiosamente e não o percebemos e quando isso acontece, ficamos bons demais, espertos demais, capazes demais e independentes demais. Ficamos tão poderosos que sabemos exatamente onde podemos corrigir onde Deus falha em agir, segundo nossa visão endeusada. Começamos a cobrar o agir de Deus nessa e naquela área e achar que talvez Ele seja um relapso ou um fraco ou, um estágio posterior de alienação, que talvez o problema todo seja que Ele não ama você em específico, que talvez você tenha sido chamado, mas não escolhido.


Quando nos encontramos nesse estado, A Palavra nos diz que ficamos "inchados" , um estado comum a toda massa cheia de fermento. Nesse estado, nada pode te libertar, nenhuma canção, nenhuma pregação, nem leitura da Palavra, nem oração, porque você perdeu algo, ou antes, o fermento em você não te deixa enxergar e te cega para o mistério da piedade que um dia se revelou em sua vida: 


"Não há dúvida de que é grande o mistério da piedade:Deus foi manifestado em carne, justificado no Espírito,visto pelos anjos,pregado entre as nações,crido no mundo,recebido na glória"- 1 Timóteo 3:16 


Esta é a substancia da revelação dada por Deus em nossas vidas, o misterio da piedade do Deus que se revela a nós deve estar presente em nosso coração e mentes a todo instante, e isso é dom do Deus da Graça. É isso que faz com que uma reunião em que se canta algumas músicas de louvor e gratidão e se proferem algumas palavras extraídas de um livro antigo não seja algo vazio ou simplesmente um apelo moral à sua consciência, é isso que faz com que vocé se sinta bem-vindo toda vez que ora a um ser invisível, o que deveria fazer de você, segundo o senso comum, um perfeito idiota.


A piedade revelada de Deus é pura loucura em ação em nossas vidas e é ela que põe em ação o conhecimento da Graça, de que somos perdoados e aceitos como filhos. Isso é realmente um mistério inescrutável. Quando esse senso de mistério se desvanece, é como se um encanto tivesse se quebrado, os cânticos se tornam inócuos, porque não encontram ressonância em nada em nosso interior, orar, então, se torna algo ridídulo porque se torna como falar com a parede, permanecer dentro de uma igreja para ouvir uma pregação é uma tortura sem igual, porque  o mistério se perdeu, já não está presente em você. O sentimento é parecido com o luto pela morte de alguém.        


Quando isso acontece, o amoroso Pai só pode fazer uma coisa com você: deixa-lo andar pelo caminho do seu tolo e teimoso coração para que você tome um amargo remédio chamado ARREPENDIMENTO! 


É difícil para nós quantificar os poderes envolvidos em nossa vida, capazes de nos influenciar para esse ou aquele lado, mas alguns deles são bem descritos na Palavra. O mundo, como descrito em João 16.11 e  I Jo 3.13,  é um deles. O mundo é um sistema alheio à vontade de Deus, onde impera o desejo irrefreado da carne em satisfazer-se como seu próprio deus. Outro poder, que encontra ressonância com o mundo, porque é moldado a partir dele, é nossa própria carne, aliada de satanás desde a Queda, e a meia-idade do ser humano, tempo da vida que vai dos 30 aos 45 anos aproximadamente, é uma época propícia para crises de identidade e mudanças bruscas de direção. Não por acaso, é a época da vida em que os psicólogos mais verificam divóricios em casamentos antes tido como estáveis, pois o nível de insatisfação pessoal aumenta muito. Geralmente, é onde a pessoa sente que deve retomar as rédeas de sua vida e não deixar que ninguém diga mais o que ela deve fazer. Isso é especialmente verdade no mundo secular de hoje onde impera a autosatisfação. Parece lugar comum, mas as pressões internas por mudança atinge-nos como um furacão. Embora não declaradamente, a maioria das pessoas em sua vida natural, procuram suprir esse anseio por se sentirem vivos procurando novos amores, levando uma vida promíscua e rompendo antigos laços ou, quando falta força para isso, vivem vidas hipócritas e duplas, mantendo aparências. 

Quantos homens e mulheres de Deus estão passando por isso em suas vidas antes produtivas para o Reino, por não entenderem que perderam o mistério da piedade em suas vidas? O perderam e as pressões da posição que ocupam e a vergonha perante outras pessoas não os deixa abandonarem  o serviço fazendo-os levar uma vida dupla? Perante muitos em publico se apresentam como sacerdotes do Altíssimo, mas no interior das recamaras do seu templo, escondem idolos horríveis e praticam prostituições vergonhosas, porque quando perdemos o misterio da piedade, queiramos ou não, adoramos outros deuses e nossa vontade é um desses deuses e o mundo construído através dela, da vontade corrompida do homem, é o altar no qual Baal recebe devoção e adoração através do pecado. Não se engane, baal recebe sua adoração toda vez que acessa um site pornô ou quando prioriza sua vida particular, sua vida emocional ou profissional, em detrimento da familia. Não há com negar, tudo foi orquestrado como uma rede da qual o ser humano não pode escapar.



Muitos entre nós estão passando por isso simplesmente por causa do fermento do orgulho e sua teimosia os conduz a um estado onde suas ações são como as de um automato, sem coração ou alma. No meu aniversário de 4 décadas de vida, eu fui para um lugar onde pudesse estar sozinho e meditar naquilo em que eu estava me tornando e, ao olhar para trás, pela primeira vez em meses, senti que estava morto por dentro, havia matado aquele em que devia me tornar, havia matado eu mesmo. Ao olhar para trás, não consegui entender como tinha percorrido todo aquele caminho para longe daquilo que me foi tão caro durante tanto tempo, a melhor parte da minha vida. Me senti, sozinho, meio morto, infeliz e, o mais importante, que aquele não era o projeto para mim e para aqueles que estavam comigo. Desejei voltar. Depois, de tanto tempo, voltei a sentir que Deus me atraía, o poder do fermento escoara de mim, estava nu e envergonhado, o ponto exato onde Deus entra em nossa vida, pois o Reino pertence aos fracos, falidos e pobres de espírito. 


Isso me leva a pensar em Davi e em como ele obteve tantas grandes vitórias no inicio de seu ministério, vitórias publicas muito grandes e que o fizeram famoso. Davi, autor dos salmos mais profundos da Biblia, matador destemido de gigantes, rei e profeta em Israel, porem, a certa altura da vida sucumbiu e falhou miseravelmente reduzindo a pó o mistério da Piedade manisfestada em sua vida porque não vigiou e andava ocioso pra lá e pra cá enquanto uma guerra estava em andamento contra seu país (isso não é uma grande verdade espiritual para nós?). Porventura, não havia se esquecido ele do homem humilde que fora se ufanando com orgulho de algo que não era seu por direito, mas unicamente por graça? Vitorioso publicamente, mas um fracasso nas guerras internas, no maior campo de batalhas, onde se trava as piores batalhas, no centro da alma humana. Quando pensava ter vencido tudo, eis que surge seu pior inimigo, ele mesmo. Vencido, falido e envergonhado, Davi olhou para trás e viu que nunca tinha atingido a plenitude dos primeiros dias em que era simplesmente um pastor cujo unico companheiro era o Seu Pastor e seu Unico Amigo Verdadeiro. 


Sabe duma coisa: aprendi algo tremendo sobre a Aliança espiritual que fiz um dia com Deus: ela não pode ser anulada, porque simplesmente Ele não desiste de mim nem de você!!  Sabe, eu não posso escapar dele, nem que eu queira. Começo a entender, de repente, porque Paulo fala que se considerava "prisioneiro de JESUS". Não era uma imagem figurada. Sua Graça liberta-nos, mas nos acorrenta a Ele de modo peremptório e inesperado. Seu Amor como descrito em Cantares é mais forte que a morte e seu ciúme mais duro que a sepultura!!!!Uau!!! Que Amor é esse? Certamente, não é como o amor humano!!



2 Timóteo 2:13 NVI



"Se somos infiéis,

Ele permanece fiel,
pois não pode negar-se
a si mesmo"

Tudo se passa como aquela bela canção do Coldplay, "Fix You":



Consertar Você

Quando você tenta o seu melhor , mas não tem sucesso .

Quando você consegue o que quer , mas não o que precisa.
Quando você se sente cansado , mas não consegue dormir .
Preso em marcha ré .

Quando as lágrimas começam a rolar pelo seu rosto.

Quando você perde algo que não pode substituir .
Quando você ama alguém , mas põe tudo a perder
Pode ser pior ?

Luzes te guiarão até em casa

E aquecerão teus ossos
E eu tentarei , consertar você

Lágrimas rolam no seu rosto

Quando você perde algo que não pode substituir
Lágrimas rolam pelo seu rosto
E eu . . .

"Eu te prometo que vou aprender com meus erros"

Lágrimas rolam pelo seu rosto
E eu . . .
E eu tentarei , consertar você


Ele não desiste de tentar te consertar e te ensinar o que você precisa aprender. Para aprender só não devemos achar que já sabemos todas as lições (talvez você saiba, mas só na teoria, não no nível experiencial). Eu era orgulhoso da minha espiritualidade, achava que nunca iria me desviar do Caminho. Meu erro foi tolo pois o mistério da piedade é um dom inefável do dono da Graça. Devemos recebe-lo com toda reverencia, temor e gratidão (na verdade, a palavra grega eusebeia, guarda mesmo esse mesmo significado, uma adoração cuidadosa e reverente). Quando achamos que sabemos tudo, eis que ficamos com nada. O Caminho não é uma filosofia ou um conjunto de doutrinas, ele tem que ser recebido como é, um mistério de DEUS em nossas vidas. Algo frágil que pode ser perdido, um encantamento que pode ser quebrado pelas regras do mundo dos contos de fada como "Não espirre...nunca" ou "Nunca fale a palavra tal", e, ao mesmo tempo, algo tão poderoso e selvagem que se afasta impetuosamente quando queremos lhe por rédeas. 


Deve haver uma quantidade de desconforto ímplicita no projeto de Deus em nossas vidas, pois seu objetivo explícito é matar nossa vontade, não exatamente nosso eu. 

Deuteronômio 8:2 NVI- “Lembrem-se de como o  Senhor seu Deus, os conduziu por todo o caminho no deserto, durante estes quarenta anos, para humilhá-los e pô-los à prova, a fim de conhecer suas intenções, se iriam obedecer aos seus mandamentos ou não"


Ser guiado por um deserto para ser humilhado e seu coração provado? Somente o Deus dos cristãos mesmo. Na verdade, Ele deseja nos tornar mais nós mesmos do que nunca podereríamos ser por nossa própria conta. Ele não descansará até que venhamos a escolher deliberadamente o seu plano para nós como oúnico possível para nos tornar algo realmente que preste.


Sabe de outra coisa que percebi, é  que o mistério da piedade não pode ser mantido enquanto mantemos uma visão de Deus unicamente como o Deus soberano assentado sobre um Trono de Glória, porque quando assim o fazemos, ficamos sempre esperando que Ele faça algum sinal para nós crermos mais do que no ultimo instante. Ao invés disso, Ele deseja que foquemos a singeleza do fato Dele ter se diminuido tanto a ponto de buscar amigos entre meros seres humanos falidos e no fato de prometer morar nesses mesmos seres humanos até hoje, buscando a mesma coisa, amizade sincera, que nada suspeita nem cobra. 


Deus quer crescer em mim e em você. Desse modo podemos ajudar outros a encontrar esse mistério sem nunca presumir que podemos reproduzi-lo por meio de técnicas persuasivas. Hoje creio que posso ajudar as pessoas mais que antes. Já estive na pele de alguém que perdeu o sentido e o propósito. Posso dizer "Eu entendo pois já passei por isso" sem julgar nem condenar.  Deus está agindo do modo dele em todos, memso naqueles que pensamos não ter esperança alguma.Posso dizer que vou prosseguir procurando manter meu  coração aberto para que esse assombro, essa fascinação que sinto da Sua Presença não me deixe jamais. É tudo que posso prometer a mim mesmo, pois como pecador em recuperação não posso nunca presumir que estou salvo, mas que o processo de salvação está em franco andamento na minha vida. 


Espero que esse artigo possa ajudar alguém a livrar-se de todo fermento que não deixa você vislumbrar mais o grande mistério que é crer nesse Deus que te sonda e te procura. Que você posso recebe-lo como uma chuva em sua vida, uma chuva que te limpa de tudo que você pensa ser justificável, por esse ou aquele motivo, mas que são apenas desculpas e mais desculpas, toneladas delas. Dispa-se diante Dele e não seja teimoso porque Ele nunca despreza um coração quebrantado e contrito. Se você hoje perdeu o senso da presença do mistério da Piedade em sua vida, como Davi, é porque algo entrou na linha entre você e Deus. Se Ele é quem é e você sabe bem quem você é, qual a chance dele estar errado e você certo? Não espere ser totalmente quebrado, mas faça agora mesmo um inventário completo de si mesmo, não deixe nada passar e poderá ver onde Ele está te esperando. Rapidamente verá ser restabelecido em sua vida o assombro da Presença e o fascínio da jornada junto Dele. 

Os cavalos estão correndo mas eu voltei ao páreo!!!!!!



Leia também